fbpx

Quatro Leis Espirituais Indianas

Estamos sempre em busca de uma nova descoberta, um novo conhecimento que seja a solução para todos os nossos problemas. Com certeza ainda teremos grandes avanços tecnológicos pela frente, mas se tratando de filosofias e formas de se relacionar com a vida, é no passado que residem os grandes tesouros. Na Índia, onde nasceram saberes milenares como Yoga e Ayurveda, desde muito cedo se aprende quatro leis que regem a vida espiritual e que são como um guia para experienciar essa realidade da forma mais fluida possível.

As 4 Leis Indianas são princípios que guiam uma vida espiritual com mais autoconsciência e com menos culpa, auxiliando no processo de autoconhecimento e no relacionamento com a vida. Ler essas palavras de coração aberto é se abrir para relembrar do real significado dessa existência. 

As 4 Leis Indianas são princípios que guiam uma vida espiritual com mais autoconsciência

1. “A pessoa que vem é a pessoa certa”

Essa lei afirma que nenhuma pessoa entra em nossas vidas por acaso. Cada um que chega em nossas vidas tem uma função a cumprir, um papel a desempenhar. Às vezes é um motivo óbvio, outras nem tanto. Algumas pessoas chegam apenas para nos lembrar dos caminhos que não queremos seguir, ou então para servir auxiliando em algum desafio. Todas vêm para nos ensinar, então a pessoa que vem é a pessoa certa para aprendermos uma lição.

2. “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”

Quem nunca pensou “e se tivesse sido diferente…”? Bom, os indianos não têm esse costume. Eles acreditam em destino, que tudo já está escrito e que nada poderia acontecer de maneira diferente do que já foi, nem os menores detalhes. Tudo foi e tudo é exatamente como tinha que ser. Naquela época, com aquela consciência, a única escolha possível foi a que você fez. Já é hora de se libertar dos fantasmas do passado.

3. “Toda vez que você iniciar é o momento certo”.

Tudo começa na hora certa, nada se adianta ou se atrasa para acontecer. Essa lei diz que não existe perda de tempo, arrependimentos ou impulsividade. Se as energias e o contexto conspiraram para que algo nascesse, é porque tinha que ser, no tempo certo. 

4. “Quando algo termina, ele termina”.

Segundo as crenças espirituais dos indianos, tudo é cíclico e tem um momento para começar e outro para acabar. Então quando algo acaba, simplesmente acaba porque chegou o fim desse ciclo, e tinha que ser exatamente assim. Só que temos muita dificuldade em aceitar os términos, nos apegamos a pessoas, relacionamentos, situações e sentimentos e acabamos sofrendo muito por não saber deixar ir. Todo final carrega em si um começo, quando as coisas terminam, elas terminam. Se algo chegou ao fim, é porque você aprendeu a lição e está pronto para a próxima. Deixar ir e seguir em frente é um dos grandes aprendizados da vida.

As leis indianas trazem uma grande sabedoria: aceitar tudo da maneira que é. Não pense que isso é uma forma de resignação, pelo contrário, somente quando aceitamos as circunstâncias é que podemos transformar nossa realidade. Que tal buscar praticar essas leis na sua vida? Com certeza trará mais leveza para a sua experiência aqui na Terra.

Newsletter

Inscreva-se para receber as novidades do Reiki Nova Era.

Leia Mais Conteúdo

Frases Inspiradoras

Kelly Portioli
  • Sua intuição é seu super poder