fbpx

Ansiedade em Gatos

Ansiedade é a antecipação de um perigo futuro ou infortúnio.

Diferente do medo que é de início agudo e duração transitória, a ansiedade é um estado mais crônico de apreensão inespecífica. O maior estímulo para ansiedade em gatos é a visita prolongada por estranhos ou dor física.

Sintomas gerais possíveis da ansiedade: Gato que foge, esconde-se, sai correndo ou abaixar-se com a cauda escondida, pânico. Vômito e/ou diarreia sem causa, problemas de pele. Os distúrbios clínicos, como o hipertireoidismo, também estão associados à ansiedade felina, assim como algumas medicações.

Cronicidade: A ansiedade crônica leva à estimulação simpática e, em geral, é acompanhada por sinais de hiper vigilância, como olhar atentamente, hiperatividade autônoma, como transtornos gastrintestinais e aumento da atividade motora, como deambulação (falta de coordenação motora).

Adoção: A idade da adoção do gato mostra-se muitas vezes relevante nesse problema. Gatos adotados dentro da faixa etária de cinco meses a cerca de um ano na maioria das vezes exibiram problemas de ansiedade.

Causas: Falha de sociabilização, mudanças no ambiente, dor, influência genética ou experiências traumáticas.

Diagnóstico: Tem por base a história comportamental completa e um exame físico abrangente. Pode envolver hemograma e bioquímica do sangue, exames dermatológicos e neurológicos, além de radiografia e outras modalidades de imagem para descartar fatores clínicos contributivos ou concorrentes.

Tratamento: Em geral, o tratamento requer técnicas de modificação do comportamento, manejo do ambiente e uso de medicações. O tutor deve estabelecer objetivos realistas e reconhecer que, na maioria dos casos, o problema comportamental pode ser controlado com sucesso, porém, não necessariamente eliminado. Isso exige o total comprometimento por parte do proprietário. Não se recomenda a punição, pois aumenta ainda mais a ansiedade e impede o aprendizado do comportamento adequado.

TEXTO: DRA LYS ALVES – MÉDICA VETERINÁRIA INTEGRATIVA E MESTRE REIKI

FONTE BIBLIOGRÁFICA:

1) PAZ, JULIANE ELIZABETH. Fatores relacionados a distúrbios de comportamento em gatos. Universidade federal do rio grande do sul. porto alegre. 2013

2) Livro: O GATO – Medicina Interna – Susan E. Little

Newsletter

Inscreva-se para receber as novidades do Reiki Nova Era.

Leia Mais Conteúdo

Frases Inspiradoras

Kelly Portioli
  • Todos nós, em nossa união e individualidade, somos formas do Universo se manifestar e ele o faz de infinitas formas diferentes.