fbpx

Reiki em Animais – Cuidados Na Aplicação Presencial

1 – Deixe o animal a vontade ele vai se aproximar se quiser.

É comum a gente se aproximar e querer fazer carinho nos animais, porém, muitas vezes essa atitude é tida por eles como uma invasão do seu espaço e pode dificultar na criação da confiança. O melhor a se fazer quando estamos diante de um animal que não seja o que convivemos é esperar ele se aproximar e demonstrar interesse na interação. Se abaixe ou sente-se no chão e fique no mesmo nível que ele.

Você é um animal muito maior que ele. Ficando no mesmo nível ele se sente mais seguro e sua atitude é mais receptível. Espere ele chegar e te cheirar. Você também pode se colocar ao lado do animal, não ficar olhando para os olhos dele, ficando agachado e esperar ele demonstrar interesse, te cheirando. Pode ser que ele te lamba, ótimo. Nesse momento, se ele permitir você pode começar a fazer contato físico.

2 – Evite olhar nos olhos dos cachorros medrosos ou agressivos

Cachorros medrosos ou agressivos se sentem muito intimidados quando há contato visual. Normalmente a agressividade vem do medo, onde é melhor eles atacarem do que acontecer algo. Eles também podem estar protegendo outro animal que gostam, inclusive o tutor.

Olhe de canto de olho ou olhe para ele sem ser olho no olho. E dê espaço para ele poder confiar em você. Dê preferência fazer o Reiki o mais distante possível. As primeiras sessões eu recomendo que sejam feitas a distância mesmo.

3 – Olhe nos olhos dos gatos!

Gatos são seres que se comunicam muito pelo olhar. Quem convive com gato percebe, eles ficam nos encarando durante muito tempo! Quando for fazer Reiki em um gato, olhe nos olhos dele e pisque devagar duas, três vezes e espere. Se ele piscar de volta ele já começou a criar um laço de confiança. Assim que ele piscar de volta, pisque novamente, vire um pouco de lado e comece a mexer seu braço, como se tivesse algo muito interessante acontecendo. É comum eles se aproximarem para ver o que é e interagirem com você.

4 – Peça permissão

Peça permissão ao animal por telepatia, passando as imagens pensamento ou sentimentos que sentir no momento de passar e se possível tente explicar o que você irá fazer e porque está ali. Pedir permissão para o EU Superior também é importante. Isso dá a escolha para ele e demonstra que ele não será obrigado a nada. Sentimos realmente uma grande diferença na receptividade dos animais quando fazemos isso.

5 – Quem escolhe a forma de receber o Reiki é o animal

Sabe aquelas posições de mãos com contato ou próximo de contato físico que aprendemos nos cursos de Reiki? Elas são boas, mas não se apegue a elas. Tem animal que fica parado do lado, tem animal que fica andando, que fica brincando, que chega perto e sai de perto várias vezes durante a sessão, que fica correndo, tem animal que prefere no começo se esconder, tem animal que prefere ficar longe, outros preferem ficar deitado no piso frio porque o Reiki esquenta, ou seja, podem ocorrer todas as possibilidades! Uma coisa que realmente não devemos fazer é tentar segurar ou pedir para alguém segurar para fazermos Reiki da forma que achamos melhor.

6 – Estado interno do Reikiano

Como está seu estado interno no momento do Reiki?

Quando o animal se afasta no momento do Reiki e fica a dúvida se ele quer ou não, olhe para dentro de você. Como está a sua energia? Fez sua autoaplicação? Faça os 5 princípios se sentir e se precisar medite um pouco. O seu estado interno está tranquilo agora?

 Boa sessão 😊

Texto adaptado: Inspiração dos textos do Ricardo Garé, veterinário e Mestre Reiki. 

 

Newsletter

Inscreva-se para receber as novidades do Reiki Nova Era.

Leia Mais Conteúdo

Frases Inspiradoras

Kelly Portioli
  • Ainda que os olhos não vejam o coração sente